terça-feira, 21 de maio de 2019

COMO NOVA YORK, NORDESTE NÃO QUER BOLSONARO

O Brasil acordou esta terça-feira (21) com o a hashtag #NordesteCancelaBolsonaro em primeiro lugar nos trending topics do Twitter; como Nova York, o Nordeste indica sua repulsa à visita de Jair Bolsonaro à região -a primeira desde a posse; o presidente planeja ir a Pernambuco na sexta-feira da próxima semana (31), um dia depois da segunda onda de manifestações em defesa da educação convocada pela UNE, que acontecerá na quinta.
Por Brasil 247

O Brasil acordou esta terça-feira (21) com o a hashtag pelo cancelamento da visita de Bolsonaro ao Nordeste em primeiro lugar nos trending topics do Twitter. Como Nova York, o Nordeste indica sua repulsa à visita de Jair Bolsonaro à região -a primeira desde a posse. O presidente planeja ir a Pernambuco na sexta-feira da próxima semana (31), um dia depois da segunda onda de manifestações em defesa da educação convocada pela UNE, que acontecerá na quinta.
#NordesteCancelaBolsonaro virou uma febre nas redes sociais. A visita anunciada pelo Palácio do Planalto prevê uma visita a Petrolina para entregar
um conjunto habitacional do programa Minha Casa Minha Vida, um dos símbolos do governo Lula e depois um encontro com governadores da região em Recife. O deputado Paulo Pimenta (RS), líder do PT na Câmara,advertiu: "O povo do Nordeste deu o recado ao Bolsonaro nas urnas em outubro e caso ele se meta a besta e tente visitar alguma cidade nordestina a recepção não será boa".
Uma intensa campanha que mobilizou o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, e as mais importantes instituições e lideranças da cidade, obrigando Bolsonaro a cancelar viagem à cidade em 14 de maio, onde receberia um prêmio da Câmara de Comércio Brasil-EUA, instituição caça-niqueis que distribui prêmios para empresários milionários e políticos de direita. Acabou se refugiando em Dallas, Texas, mas não escapou de manifestações de repúdio do prefeito Mike Rawlings e de metade da Câmara de Vereadores e entidades locais. 
Uma febre de manifestações contra a visita toma conta das redes sociais.
Fonte: Brasil 247
Edição: Mário Pires Santana 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.