sábado, 1 de junho de 2019

BOLSONARO DEFENDE MACRI, QUE AFUNDOU A ARGENTINA

Jair Bolsonaro voltou a criticar a ex-presidenta Cristina Kirchner e expressou seu apoio à reeleição de Mauricio Macri, prejudicando a campanha do argentino e dando aquela força à campanha da ex-presidenta; em 2018, 2,65 milhões de argentinos adentraram a linha de pobreza, de acordo com o Instituto Nacional de Estatística e Censos (Indec), consolidando o desastre de Macri.
Por Brasil 247 

A reportagem do jornal O Globo destaca a fala - tóxica a Macri - de Bolsonaro: "Contamos com o povo argentino para escolher bem seu presidente em outubro". Bolsonaro também falou sobre Venezuela, quase fazendo uma autocrítica involuntária: "a fraqueza de Maduro torna mais forte a ditadura na Venezuela. Há ali células do grupo Hezbollah, milícias, coletivos... Então, Maduro não é quem manda. Maduro é hoje um fantoche na Venezuela. Tem que haver uma rachadura na liderança do Exército venezuelano. Até que isso aconteça, essa questão não termina. O grande problema é que o regime pode transformar-se em uma Coreia do Norte sem bomba atômica; os russos também têm participação ali, porque há petróleo e ouro."
Sobre Trump, o pai de Flávio Boslonaro disse: "Qual foi o círculo de amigos do Brasil até um tempo atrás? Venezuela, Cuba, Bolívia. Qual é o nosso futuro? Sempre admirei os Estados Unidos e fiquei muito feliz com a vitória de Trump, torci por ele e fui aos Estados Unidos. Tudo o que propus a Trump e ele aceitou foram alianças. Precisamos buscar ciência, inovação e tecnologia. Eu também fui buscar isso em Israel."
Fonte:Brasil 247
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.