terça-feira, 25 de junho de 2019

Piauí é escolhido por empresa chinesa que investirá pela primeira vez na América Latina

O governador Wellington Dias participou, nesta segunda-feira (24), em São Paulo, do evento que marca a entrega de ações do projeto Gamma e a entrada no Brasil da Corporação Geral de Energia Nuclear da China.
Do Governo do Piauí 
O Grupo CGN é uma grande empresa que investirá em energias renováveis pela primeira vez na América Latina e o Piauí é um dos estados escolhidos para os investimentos, ao lado da Bahia e Rio Grande do Norte. 
Para Wellington, este é mais um passo para o avanço do Piauí, que ganha destaque no cenário nacional na área de energias renováveis. “Queremos ser um parceiro e contribuir, por meio da nossa equipe, em tudo o que for necessário para o bom resultado das operações da empresa. No nosso estado temos um grande potencial para investimentos nas áreas eólica e solar, além de oportunidades com hidroelétricas. Temos muitos pontos de conexão com o sistema nacional de energia. Será um prazer recebê-los no Piauí e, desde já, espero que possamos fazer novos investimentos”, disse Dias. 
O Grupo CGN é uma das maiores construtoras de energia nuclear do mundo e o projeto no Piauí será o maior de energia eólica do país. O projeto inicial visa a instalação de 660 MW (megawatts), sendo que 540 MW já foram vendidos à CGN pela Enel Green Power. Ao todo, cerca de R$ 3,7 bi serão investidos no projeto. 
“Somos uma empresa experiente, com a maior mina de urânio na África, com minas no Canadá, Austrália e Cazaquistão, além de projetos de energia renovável na Ásia e Europa. Portanto, nos esforçaremos para que esse investimento no Piauí seja um modelo para novas aplicações no país”, pontuou o presidente da empresa chinesa, He Yu.
CGN
O Grupo CGN é uma grande empresa de energia limpa sob a supervisão da Comissão de Supervisão e Administração de Ativos Estatais (Sasac) do Conselho de Estado. Foi oficialmente constituída em setembro de 1994. Até agora, a CGN tem uma capacidade instalada total superior a 47 GW e mais de 30 GW de geração de capacidade em construção, envolvendo energia nuclear, energia eólica, energia solar, energia a gás e biomassa. Ao mesmo tempo, um bom desenvolvimento foi feito nos campos da aplicação da tecnologia nuclear, habilidades e serviços técnicos e proteção ambiental.
Além disso, a CGN é atualmente uma das maiores empresas estatais (SOE) na potência instalada, com capacidade de geração fora da China, e também é a maior empresa estatal de energia de gás natural offshore. 
Projeto Gamma
O Projeto Gamma no Brasil inclui instalação de 440 MW de energia solar e 91 MW de energia eólica; instalação da Turbines Farm, com um tamanho total instalado de 540 MW, todos colocados em operação. Em 2017, assinaram um contrato de compra de energia de longo prazo por 20 anos, sendo os preços o maior dos últimos anos e ajustado pela inflação.
O vendedor, Enel Green Power (proprietário do projeto), é uma subsidiária da Enel, que concedeu à CGN Energy International uma participação de 100% no projeto.
Fonte: 180graus.com
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.