sábado, 12 de outubro de 2019

História e milagres de Nossa Senhora da Conceição Aparecida

Entre os milagres conhecidos de Nossa Senhora Aparecida está a libertação do escravo Zacarias.
Por Glenda Uchôa
A aparição da imagem de Nossa Senhora de Aparecida ocorreu no Brasil em 1717, época das Capitanias Hereditárias. O governante das capitanias de São Paulo e Minas de Ouro estava de passagem pelo Vale do Paraíba, mais precisamente por Guaratinguetá.
Animados com a visita, o povo daquela localidade resolveu fazer uma festa de boas-vindas e, para isso, chamaram três pescadores, Domingos Garcia, João Alves e Filipe Pedroso para lançar as redes no rio e pescar bons peixes. Leia 
O fato era que, naquela época, meados de outubro, não era tempo de peixes. Porém, como não podiam contradizer o pedido, rezaram pela proteção e benção da Virgem Maria e de Deus para que pudessem voltar à terra firme com fartura. Depois de inúmeras tentativas sem sucesso, eis que surpreendentemente eles pescaram o corpo de uma imagem. Curiosos, lançaram novamente as redes e “pescaram” uma cabeça que se encaixou perfeitamente ao corpo. Depois deste encontro, que nos dias de hoje é representado em todo o Brasil no dia 12 de outubro emocionando os fieis, o barco se encheu tanto de peixes que ele quase virou.
A partir daí, a devoção da Santa foi se espalhando. Primeiro nas casas, depois se construiu uma capela, depois uma basílica, até chegar ao quarto maior santuário do mundo, o Santuário Nacional de Aparecida localizado na cidade de Aparecida, interior do Estado de São Paulo.
Milagres de Nossa Senhora Aparecida
Entre os milagres conhecidos de Nossa Senhora Aparecida está a libertação do escravo Zacarias. Nossa Senhora Aparecida aconteceu em um momento triste da história do Brasil: a escravidão, quando o povo negro sofria nas mãos dos donos das terras. A “Mãe Negra” veio para dar uma lição de vida e amor ao próximo.
Segundo a fé cristã, foi o que aconteceu com o escravo Zacarias, que havia fugido de uma fazenda do Paraná e era caçado por todos os cantos, até ser encontrado no Vale do Paraíba. Preso, Zacarias foi acorrentado nos pulsos e nos pés. O caminho de volta passava próximo à capela que havia sido construída para a imagem de Nossa Senhora Aparecida, então, o escravo pediu permissão ao seu caçador para rezar diante da imagem.
O caçador deixou e a fé de Zacarias foi tamanha que milagrosamente as correntes se romperam, deixando-o livre. Diante do milagre, o caçador acabou por libertá-lo.
Fonte: portalodia.com 
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.