sexta-feira, 4 de outubro de 2019

Infraero investe em melhorias no Aeroporto de Teresina

A Infraero concluiu, nesta semana, a obra de substituição de toda a cobertura do terminal de passageiros do Aeroporto de Teresina/Senador Petrônio Portella (PI).
Assessoria de Imprensa – Infraero - Teresina

Com isso, foi liberado o acesso ao 1º piso, no terraço panorâmico. A fachada e as marquises do terminal também receberam diversas melhorias para ampliar a qualidade dos serviços prestados aos passageiros. Essas iniciativas tiveram investimento de aproximadamente R$ 3,4 milhões. 
Além disso, o terminal recebeu pintura e troca de forros, o canal de inspeção da sala de embarque foi modernizado e o sistema viário de acesso recebeu nova sinalização.  As melhorias também contemplaram a implantação da sinalização vertical, a renovação dos canteiros na pista de acesso ao aeroporto, implantação de iluminação na frente do terminal por luminárias com tecnologia LED, que são mais duradouras, sustentáveis e econômicas, além de demandar menos manutenção. 
A iluminação das lâmpadas amarelas do sistema viário de acesso ao aeroporto também deu lugar às lâmpadas brancas e fortes, tornando todo o ambiente muito mais agradável e seguro. A ação é fruto de parceria entre a Infraero e a Prefeitura de Teresina. 
O superintendente do Aeroporto de Teresina, Fernando Nicácio, destaca que o investimento para o terminal traz benefícios aos passageiros, companhias
aéreas e comunidade aeroportuária. “A expectativa é que o aeroporto melhore cada vez mais, proporcionando melhorias na infraestrutura para que os passageiros e demais clientes que utilizam as instalações. Tudo para que os viajantes encontrem mais conforto, comodidade e segurança”, afirma. 
Com capacidade para receber 3,5 milhões de passageiros por ano, o aeroporto registra uma média diária de aproximadamente 3,2 mil viajantes. Atualmente, são 90 operações regulares semanais de três companhias aéreas - Azul, Gol, Latam. As rotas interligam Teresina a diversos destinos brasileiros, como São Luís (MA), Fortaleza (CE), Guarulhos e Campinas (SP), Brasília (DF), Recife (PE), além das conexões. 
Fonte: Email Pauta infraero
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.