terça-feira, 5 de novembro de 2019

“Eu nunca fui ao cinema”, conta candidato de Oeiras

Na cidade, existe um cineteatro de 1940, o local é voltado para realização de eventos e raramente tem a exibição de filmes.
Por Sandy Swamy, do Jornal O Dia
Foto/Agência Brasil
O tema da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) surpreendeu muitos estudantes, entre eles Pedro Vital, de 18 anos. O jovem nasceu e foi criado na primeira capital do Piauí, Oeiras - um dos municípios piauienses que não possui salas de cinema. 
“Eu nunca fui ao cinema por falta de oportunidade na nossa cidade. As cidades onde temos cinema o custo de ida, volta e compra de ingressos fica muito caro. Por isso, ao ver o tema da redação, a minha reação foi desesperadora, mas tentei manter a calma. Mesmo não tendo o hábito de ir ao cinema, fiz minha redação procurando as palavras-chaves do tema e puxando pela desigualdade de acesso”, conta Pedro Vital.
Em Oeiras, existe um cineteatro de 1940, o local é voltado para realização de
eventos e raramente tem a exibição de filmes. E quando isso ocorre, não são exibidas as produções de grande circulação. 
Já a estudante Marina Carvalho, de 18 anos, viu com outro olhar o assunto sugerido na prova do Enem. Ela, que também mora em Oeiras, já teve a oportunidade de ir ao cinema algumas vezes e buscou trabalhar, na redação, a inclusão das pessoas nas cidades pequenas e médias.
“Eu gostei do tema e procurei focar na inclusão. Contando um pouco sobre a importância do cinema na vida dos brasileiros. Citei filmes como Charlie Chaplin e Coringa, que trazem uma reflexão para a população, além de investimentos para incluir nos municípios e estados às telonas de cinema”, explica Marina Carvalho.
Fonte: portalodia.com
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.