domingo, 8 de dezembro de 2019

Empresa cearense investirá cerca de R$ 45 milhões e instalará fabrica de trigo no Piauí

A empresa cearense Grande Moinho Cearense de produção de farinha de trigo irá investir cerca R$ 45 milhões de reais e instalará uma filial no Piauí. 
Reunião do governador Wellington Dias com representantes da empresa Grande Moinho Cearense
A empresa foi recebida em reunião nesta segunda pelo governador Wellington Dias no Palácio de Karnak. A empresa será instalada no Polo Empresarial Sul, em Teresina. As obras de terraplanagem do terreno já começaram e a obra deve ser concluída até maio de 2020.
“Há muitos anos, o Moinho Cearense, conhecido pelo trigo Dona Maria e tantos outros produtos, é responsável pelo abastecimento da maioria das panificadoras do Piauí, assim como das do Ceará. Eles tomaram a decisão de implantar uma base da indústria no estado, um investimento importante, onde irão trabalhar a industrialização do ponto de abastecimento. 
Isso colocará o Piauí em um novo patamar, passando a abastecer outras regiões do Brasil. Significa crescimento da economia, ampliação de renda e geração de empregos, ou seja, mais desenvolvimento para o
Piauí”, disse o governador Wellington Dias.
Wellington Dias durante reunião com representantes da empresa Grande Moinho Cearense
A previsão é que o empreendimento gere cerca de 400 empregos diretos e indiretos.
“Inicialmente seria uma indústria que atuaria apenas com o beneficiamento do trigo e empacotamento, mas decidimos construir o moinho aqui. Será uma produção de farinha de trigo local para atender toda a indústria de panificação do Piauí e Ceará, com expectativa de expandir para outros estados. Teresina fez a doação do terreno no Polo Empresarial Sul, onde vamos nos instalar. 
São 11.200 m², área que já possui infraestrutura adequada, mas que também faremos aumentar”, disse Claudio Fontenelle, representante da Grande Moinho Cearense.
Aproximadamente R$ 45 milhões de reais serão investidos no empreendimento.
“Estamos trabalhando na implantação da indústria há cerca de três anos, quando a empresa nos procurou com a proposta. A SDE tem buscado as melhores formas para a instalação das indústrias no estado, facilitando toda e qualquer parte de instalação, construção, inclusive a parte de incentivos fiscais. Também trabalhamos uma integração entre as várias entidades do governo e estamos buscando uma parceria com o Sistema S e com a Fiepi, na qual tentaremos fazer uma espécie de centro de convivência no polo empresarial, onde haverá qualificação profissional”, pontuou o secretário de Estado do Desenvolvimento, Igor Néri.
Fonte:Piauí Atual
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.