terça-feira, 10 de dezembro de 2019

Técnicos da Agência Francesa de Desenvolvimento visitam litoral piauiense

A visita da AFD ao Piauí foi reflexo da assinatura do protocolo de intenções com agência para a realização de investimentos em ações alinhadas.
Do *Blog Geral
O secretário de Estado do Planejamento, Antonio Neto; a secretária de Estado do Meio Ambiente, Sádia Castro; e a superintendente do Turismo da Setur, Carina Câmara, apresentaram as potencialidades do litoral piauiense ao gerente de Projetos de Agricultura, Biodiversidade e Desenvolvimento Rural da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), Mathieu Boche, e ao oficial de projetos da agência, Guillermo Madrid. O objetivo da visita foi identificar locais que unam potencial turístico, preservação ambiental e geração de renda para a população local, que receberá investimentos da agência francesa.
A visita da AFD ao Piauí foi reflexo da assinatura do protocolo de intenções com agência para a realização de investimentos em ações alinhadas com processos de redução dos efeitos das mudanças climáticas e que permitem a construção de consciência de preservação e respeito ao ser humano e à natureza.
A superintendente de Turismo revelou que a visita possibilitará a capitação de recursos para investimento no estado. “Nós fizemos uma visita de inspeção em alguns locais em nosso litoral que estão ligados à sustentabilidade e ao meio ambiente, como o projeto cavalo-marinho e peixe-boi, na cidade de Cajueiro da Praia; a Lagoa do Portinho, em Parnaíba, que hoje é um parque estadual que protege todo o entorno da lagoa e mostramos a área de proteção ambiental (APA) do Delta do Rio Parnaíba e a revoada dos guarás que é um exemplo do enorme potencial turístico e da biodiversidade local. Essa visita de inspeção foi muito importante, pois estamos pleiteando um financiamento da Agência Francesa de Desenvolvimento para trabalhar, principalmente, o turismo e o meio ambiente no estado do Piauí”, destacou Carina Câmara.
A AFD colocou sua agência no Brasil à disposição dos estados do Nordeste, trabalhando a partir de suas necessidades e limitações, de modo a encontrar saídas para apoiar os estados dentro das especificidades de cada um.
“Temos que encontrar o equilíbrio certo entre conservação e desenvolvimento econômico para a população local. Aqui no Piauí encontramos inúmeros locais com enorme potencial para investimentos da agência, como a região da praia de Barra Grande, com seu potencial para a conservação e geração de renda para a população local, e a Lagoa do Portinho, uma região belíssima, com uma área preservada considerável que carece de atenção para as atividades econômicas realizadas em seu entorno”, explicou Mathieu Boche, gerente da AFD.
Para o secretário Antonio Neto, este acordo com a agência francesa é uma oportunidade de construção de um novo modelo de desenvolvimento. “Essa visita foi um resultado prático da viagem do governador Wellington Dias à Europa, onde foi assinado um protocolo com a Agência Francesa de Desenvolvimento visando à realização de investimentos no nosso estado, tendo por foco o desenvolvimento das populações locais e a preservação ambiental. Nós temos aqui importantes exemplos, como o Delta do Parnaíba, a Lagoa do Portinho e a região de Cajueiro da Praia. São biomas ricos e relativamente preservados, que enfrentam, hoje, o desafio de serem explorados de maneira sustentável, beneficiando as populações nativas com o turismo e o empreendedorismo, preservando o meio ambiente, ou seja, um novo modelo de desenvolvimento focado na sustentabilidade”, destaca o gestor.
O Grupo Agence Française de Développement (AFD) financia, acompanha e acelera as transições rumo a um mundo mais justo e sustentável em relação ao clima, biodiversidade, paz, educação, urbanismo, saúde e governança. As equipes estão envolvidas em mais de 4.000 projetos nos departamentos e territórios ultramarinos franceses e em 115 países.
Fonte: *180graus.com
Com informações da Ascom
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.