quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

Empresa de engenharia do setor eólico instala filial no sul do Piauí

A empresa vai produzir equipamentos que fazem parte da montagem das torres eólicas, gerando emprego e movimentando a economia da região.
Foto: Divulgação
A produção de energias renováveis no Piauí atrai, a cada dia, novos investimentos. É o caso da empresa Rutten – Rudloff Protende Engenharia, que está instalando uma filial no município de Paulistana, a 470 km de Teresina, e já começa a funcionar no mês de fevereiro de 2020. 
A empresa vai produzir equipamentos que fazem parte da montagem das torres eólicas, gerando emprego e movimentando a economia da região. A Rutten atenderá a Acciona, empresa de energia eólica que já está instalada em Paulistana. 
O secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, Igor Néri, esteve, ainda no ano passado, na sede da empresa, em Osasco (SP), buscando essa parceria e a concretização da instalação da empresa no Piauí. 
“A empresa Rutten chegou ao Piauí por meio de um fornecimento de material para a empresa Acciona, para o novo parque eólico em Lagoa do Barro. Ao perceber o grande potencial do estado em energias renováveis, procuraram uma parceria. 
Com isso, a Secretaria do Desenvolvimento Econômico (SDE) iniciou um trabalho no sentido de trazer a empresa, de fato, para o estado, não só para produzir as torres de Lagoa do Barro, mas também para projetos futuros na região.”, disse o gestor. 
No primeiro momento, a Rutten irá fornecer equipamentos para as torres do Complexo Eólico Lagoa do Barro, mas, ao término desse fornecimento, continuam no Piauí para fornecer seus produtos para todo o Nordeste. 
Segundo o diretor de novos negócios da Rutten, Thomas Toutin, a empresa decidiu se instalar no Piauí devido ao potencial na área da energia eólica. 
A produção dos cabos de aço para instalação e protensão nas torres eólicas de concreto da Nordex/Acciona iniciará em breve e o plano de negócios começa com 20 funcionários. 
Fonte: Da Redação do portalodia.com
Grifos do Editor 
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.