sexta-feira, 31 de janeiro de 2020

Quatro são presos em Cocal dos Alves por envolvimento com milícia

Investigações partiram de conversas entre os acusados de matar a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes, no Rio de Janeiro.
Por Nathalia Amaral
O PM reformado Ronnie Lessa e o ex-PM Élcio Vieira de Queiroz(Foto: Reprodução)
Foram presos, na manhã desta quinta-feira (30), quatro acusados de integrar uma organização criminosa armada, com atuação na comunidade do Rio das Pedras, Muzema e adjacências na cidade do Rio de Janeiro. A operação foi deflagrada simultaneamente no Rio de Janeiro e Piauí, contra 45 denunciados de integrar milícia. Até o momento, 31 pessoas foram presas.
A operação foi deflagrada pelo GAECO (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), em apoio ao GAECO do Estado do Rio de Janeiro. Estão sendo cumpridos quatro mandados de prisão e busca e apreensão na cidade de Cocal dos Alves, com o apoio da Polícia Civil e da diretoria de inteligência da Polícia Militar do Piauí.
De acordo com informações do G1, a investigação utilizou dados revelados em conversas de Ronnie Lessa e Elcio Queiroz, acusados de matar a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes.
A decisão foi proferida pela juíza da 1ª Vara especializada da cidade do Rio de Janeiro.
Até o momento, o Gaeco não divulgou a identidade dos suspeitos presos.
Operação “Os Intocáveis II”
As prisões de hoje (30) são um desdobramento da primeira etapa da operação
realizada em janeiro de 2018, na qual foram denunciadas treze pessoas por organização criminosa. A partir da análise de documentos e aparelhos eletrônicos apreendidos na ocasião, foi possível identificar a participação de novos participantes da organização criminosa.
Fonte: portalodia.com
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.