sábado, 25 de janeiro de 2020

Uva no sertão do Piauí

Em 2003, ajudamos na implementação de projetos de fruticultura irrigada no sertão do Piauí.
Por *Francisco Guedes
Produção de uva no sertão nordestino/Foto/Reprodução
Quando assumimos a presidência nacional da Codevasf (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba), em maio de 2003, a companhia estava com três anos de existência no Piauí e dois anos do início de dois projetos piloto de fruticultura irrigada: um em Santa Rosa do Piauí e outro em São João do Piauí.
O primeiro em uma área comprada pela empresa e o outro em uma área cedida pela diretoria do assentamento Marrecas, de propriedade do Movimento dos Sem Terras, o MST, em parceria com o INCRA.
O Dr. Hildo Diniz, primeiro Superintendente da Codevasf no vale do Parnaíba, “cabra” experiente no vale do São Francisco, foi o idealizador e implantador dos dois projetos piloto, e foi o gestor fundamental para o sucesso desses projetos. Nós demos um impulso maior aos dois projetos piloto. O do assentamento marrecas prosperou mais, especialmente a irrigação da fruticultura, com destaque à uva. Entre 2003 e 2005 foram plantados mais quatro hectares de uva. Deu certo. 
Em 2009, foram plantados mais dois hectares e uma tarefa de uva. Com os festivais da uva em São João do Piauí, tendo a então primeira dama, Rejane
Dias, como madrinha e pioneira, deu mais visibilidade e maior impulso ao projeto. Temos a satisfação de informar que foi este projeto piloto experimental (somados aos demais 87 ha de fruticultura irrigada no assentamento Marrecas) que deu origem à elaboração e execução de um grande projeto de 1.000 ha de fruticultura irrigada em fase de conclusão, numa parceria do Governo do Estado com a Codevasf.

*Francisco Guedes é Engenheiro Agrônomo (UFPI), Mestre em Botânica (UFRPE) e especialista em desenvolvimento regional sustentável, em tecnologias para a agropecuária do semiárido e em direito administrativo. Membro da academia de Ciências do Piauí. Pesquisador da Embrapa. Atualmente Diretor-Geral do Emater-PI.
Fonte: Piauí Hoje
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.