quinta-feira, 23 de janeiro de 2020

VIRADA

POR *WILTON PORTO 
Q de sorriso não sei o q tu levas deste ano.
Sei q de ti os sorrisos mais doces
Mais brilhosos
Mais belos
Mais excitantes
Mais mais contemplei
Enamorei.
Q de sonhos te encantastes
E te atirastes
Q ainda te tiras o sono não me interessei 
Quais das noites mais sublimes
Mais vorazes
Mais sem destino
Com mais sentido
Não me valerei.
Saber se doravante terei um alô
Se o abraço apertado estão nos planos
Se o eu te amo está na ponta da língua
Do zap
Do ícone cor de sangue
No badalar do Coração
No tremor das pernas
No suar do corpo
No rolar da cama sem sono
Na mente inquieta
No discar o meu número
No ouvir a minha voz
No me ver à distância
No tocar na minha mão...
Q de mim gostaria de saber
O q queres q eu saiba
Q leve
Q eu viva
Q vivamos
Pq sem ti não importa o ano
Mas está contigo
Em ti
Como se cada dia fosse o último
Cada noite o esquecer de tudo
Pq o tudo somos nós.
Parnaíba(PI), 31 de dezembro de 2019.
*Escritor, poeta, jornalista, acadêmico da APAL 
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.