segunda-feira, 20 de janeiro de 2020

Wellington Dias (PT) reage declarações de Bolsonaro sobre o Piauí

Governador aproveitou a oportunidade para pedir respeito ao Piauí.
Por Jorge Machado, do Jornal O Dia
Governador também pediu respeito ao Piauí/Foto/Arquivo O Dia
A citação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), durante uma live na última quinta-feira (16), sobre o Piauí ser o estado mais pobre da federação e que a gestão estadual impede a exploração do mineral vanádio por uma empresa australiana, gerou reações. O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), reagiu as declarações na manhã desta segunda-feira (20), no Plenário do Tribunal de Justiça.
“Foram levantadas informações que não são verdadeiras. Sobre o investimento na área de vanádio, foi pedido uma licença para a pesquisa, ela foi liberada, demorou o prazo estabelecido, não foi pedido renovação. O estado sabe a importância que tem de atender, claro, com base na legislação aquilo que é importante para o empreendedor”, disse.
“O Piauí tem hoje uma situação em relação a erradicação da pobreza muito melhor, graças a Deus, por tudo aquilo que aconteceu de melhoras neste século, principalmente no Estado do Piauí”, completou.
O governador pediu ainda respeito ao presidente. “Um presidente eleito eu quero tratar sempre com respeito. E o que queremos é isso também, especialmente, ao povo do Piauí”, disse.
Eleições 2020
Sobre a corrida eleitoral, Wellington Dias (PT) pretende trazer à capital o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Essa será uma das estratégias assumidas pelo governador em prol da pré-campanha do deputado Fábio Novo ao comando do Palácio da Cidade. 
Contudo, a presença de Lula vai depender de sua agenda que contempla todo o país.
Fonte: portalodia.com
Grifos do Editor
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.