domingo, 16 de fevereiro de 2020

*Aparente paradoxo*

Por *Gustavo Rosal

Evito traduções de obras literárias, principalmente se em versos. Por melhor que seja o profissional, algo se perde, altera a sua essência no caminho. Mas acontecem rendições, vez ou outra, senão é impossível. Há pouco, no canal do YouTube "Toda Poesia", sob direção de Guilherme L. Pina, ouvi recitar-se um Elizabeth Bishop, com original em língua inglesa. Eu gostei. Dizia, assim, assim, ao final: "Pois é evidente que a arte de perder não chega a ser mistério, por muito que pareça". Sabe, não faz tanto tempo que perdi um maravilhoso texto, medula de um projeto igualmente maravilhoso de minha autoria, por uma irresponsabilidade na conservação. De início, quis me chatear, praguejei, estristeci para os lados, eu e meu temível whisky cowboy de R$ 5,00, muito dado a esses momentos. Depois, a vida foi consumindo esse texto mais rápido do que imaginei, e eu pouco lamentava. A gente dobra tragédias. Temos tantas perspectivas. Por causa disso, achei mesmo muito bacana a coerência de Ms. Bishop - sem falar no bônus de poder chamar maravilhoso um poema não lido por ninguém, cujo único critério era a afetação de seu escritor e aquele sentimento, muito pouco razoável, de que tudo recém criado é lindo porque é seu e exigiu esforço. A "arte de perder" tem
seus lucros, dizem os cowboys.
11.02.20
*Obs: a imagem que eventualmente acompanhar esse texto é mera reprodução, sem pretensões autorais e sem fins econômicos.
*Gustavo Rosal é escritor, especialmente poeta, cronista e contista. Participou das coletâneas "Versania" e "Contos entre Gerações", ambas de repercussão na cidade de Parnaíba, para além de outras publicações em jornais culturais, revistas, sites, blogs, redes sociais e afins, a exemplo do jornal "O Piagüí", o blog da Academia Parnaibana de Letras, o espaço "Escrever sem Fronteiras", de iniciativa do Sesc, "Trema", "Gueto", "Vacatussa". É bacharelando em Direito pela UESPI. Nascido em Teresina.
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.