quarta-feira, 12 de fevereiro de 2020

Decreto de Bolsonaro exclui governadores do Conselho da Amazônia Legal

Em decreto assinado nesta terça (11), Jair Bolsonaro transferiu o Conselho Nacional da Amazônia Legal do Ministério do Meio Ambiente para a Vice-presidência, mas excluiu os governadores da região.
(Foto: ADRIANO MACHADO - REUTERS)
Por Brasil 247

No decreto assinado por Jair Bolsonaro para transferir o Conselho Nacional da Amazônia Legal do Ministério do Ambiente para a Vice-presidência, o governo excluiu os governadores da Amazônia Legal.
Agora, o conselho será integrado pelo vice-presidente Hamilton Mourão e por 14 ministros do governo federal. Diferente da composição anterior que incluía os governadores do Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins, Mato Grosso e Maranhão.
"O conselho tem a função de integrar e coordenar as políticas em nível federal. Os governadores serão consultados para que estabeleçam suas prioridades", declarou Mourão à TV Globo.
O conselho será integrado pelos ministros da Casa Civil; Justiça; Defesa; Relações Exteriores; Economia; Infraestrutura; Agricultura; Minas e Energia;
Ciência, Tecnologia e Comunicações; Meio Ambiente; Desenvolvimento Regional; Secretaria-Geral da Presidência; Secretaria de Governo da Presidência; Gabinete de Segurança Institucional, além do vice Mourão.
Fonte: Brasil 247
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.