segunda-feira, 23 de março de 2020

Alarde dirigido

Por *Gustavo Rosal

Apressado na chuva para refugiar-me no carro, tateando os bolsos da calça e o da camisa, perguntei retórico à Luanara: - Será que esqueci as chaves em cima?
Perdia as esperanças, já com a respiração avulsa e a roupa colada pesando sobre a sorte quando surgira a chave no bolso de sempre, então partimos. No céu, por mais que chovesse feito o entornar de um jarro, não havia nuvem e estava negro, obtuso. Os carros escasseavam na rua, se alongavam em marcha lenta e os postes de luz que víamos estavam apenas espaçadamente funcionais. Vi um homem de tronco nu recostado ao arvoredo próximo, ele acompanhava o que fazia um equino de aspecto débil preso sobre as águas da relva oposta. Senti uma gota fortemente despencar de meu rosto úmido, cair sem defesas no abismo que se avolumava dentro do carro, fora da visão, e um frio iniciou a perfurar o meu estômago. Luanara achou um vulto à direita, eu quase olhei mas tive um receio palpitante de encontrar qualquer coisa que não a ausência do que se ia perfilando em minha imaginação. Seguimos. Luzes e um ritmo do momento violentamente correram na via ao lado, era uma caminhote que engolia a treva que engolia o mundo.
- Não sei o porquê do espanto.
A estrada se refez. Refleti, então, sobre os motivos de não ter encontrado as chaves no meu bolso.
09.03.20
*Gustavo Rosal é escritor, especialmente poeta, cronista e contista. Participou das coletâneas "Versania" e "Contos entre Gerações", ambas de repercussão na cidade de Parnaíba, para além de outras publicações em jornais culturais, revistas, sites, blogs, redes sociais e afins, a exemplo do jornal "O Piagüí", o blog da Academia Parnaibana de Letras, o espaço "Escrever sem Fronteiras", de iniciativa do Sesc, "Trema", "Gueto", "Vacatussa". É bacharelando em Direito pela UESPI. Nascido em Teresina, no ano de 1996.
*Obs: a imagem que eventualmente acompanhar esse texto é mera reprodução, sem pretensões autorais e sem fins econômicos.
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.