sábado, 21 de março de 2020

Ao decretar quarentena, Dória alfineta Bolsonaro: queria um presidente que liderasse

Governador de São Paulo afirmou que “na ausência dessa liderança (presidencial), governadores e prefeitos estamos fazendo o que tem que ser feito”.
Por *Redação
João Doria e Jair Bolsonaro (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
A coletiva na qual o governador de São Paulo, João Dória Jr., decretou a quarentena em todo o Estado de São Paulo, também foi marcada pelas alfinetadas que a máxima autoridade estadual deu na máxima autoridade federal, o presidente Jair Bolsonaro.
Ao ser perguntado sobre como via a declaração de Bolsonaro de que o coronavírus seria “só uma gripezinha”, Dória disse que sentiu “decepção e tristeza”.
“Como governador de estado gostaria de ter um presidente que liderasse. Em condições de orientar os brasileiros, acalmar os brasileiros, liderar sua equipe e atenda as expectativas da população”, prosseguiu o governador.
Segundo Dória, “na ausência dessa liderança, nós aqui do Estado, governadores nos estados, prefeitos estamos fazendo o que tem que ser feito. O que Bolsonaro não consegue fazer”.
Vale lembrar que a inimizade entre Dória e Bolsonaro é recente. Durante as eleições de 2018, eles chegaram a conformar uma aliança estratégica não oficial, que foi chamada de Bolsodória.
Fonte: *Revista Forum
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.