sábado, 7 de março de 2020

Cilada, ciladinha, quem se afetará?

Por *Gustavo Rosal

As brincadeiras infantis se adaptam às épocas, aos locais, culturas, famílias, gêneros, fronteiras enfim. O menino do 19° andar de um prédio de Mônaco não se diverte como a menina dos subúrbios de uma Angola, Campo Maior ou de uma ditadura chilena que passou. Nascido em 1996, sou de uma fase e de um espaço social dominado pelos jogos eletrônicos, esses que mais distanciam do que aproximam a meninada, das lutinhas à HQ's japonesas e das sempre diversas, em nossas maneiras de extravio, bolas de futebol, que são um universo lúdico e cheio de monopólios sobre o qual demandavam os donos das bolas, sempre injuriados por trás por aqueles que restavam às reservas. Reflito pois a Coreia do Norte retomou, no dia 02 deste março, pela 6°vez nos últimos tempos, os disparos de mísseis de alto poder, após uma trégua aparente com seus vizinhos de referência e com os E.U.A.. Foram lançados da costa, em Wonsan, e sobrevoaram 240km até um mergulho no mar oriental, feito um alarme, isso de acordo com militares sul coreanos. Não há vírus que convença o venerável poderoso a deixar de suas caóticas cirandas que vão e vêm e retomam pelos jornais do mundo, como cavalos loucos. Do que somos levamos
o que fomos um dia. Talvez um historiador ou antropólogo possa me dizer se na República Popular Democrática da Coreia, vulgo Coreia do Norte, realmente brincavam de cirandinha quando o hoje líder era uma criança.
03.03.20.
*Gustavo Rosal é escritor, especialmente poeta, cronista e contista. Participou das coletâneas "Versania" e "Contos entre Gerações", ambas de repercussão na cidade de Parnaíba, para além de outras publicações em jornais culturais, revistas, sites, blogs, redes sociais e afins, a exemplo do jornal "O Piagüí", o blog da Academia Parnaibana de Letras, o espaço "Escrever sem Fronteiras", de iniciativa do Sesc, "Trema", "Gueto", "Vacatussa". É bacharelando em Direito pela UESPI. Nascido em Teresina, no ano de 1996.
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.