quinta-feira, 12 de março de 2020

Picos vence, assume liderança e amplia crise do River

O River Atlético Clube alcançou a marca de oito jogos seguidos sem vencer na temporada 2020. 
Por Fábio Lima - Na Esportiva
Dessa vez, o Galo foi derrotado por 1 a 0 pela Sociedade Esportiva de Picos, na noite desta quarta-feira (11), pelo Campeonato Piauiense. O jogo foi disputado no estádio Lindolfo Monteiro, em Teresina (PI). 
O Zangão marcou com Rômulo, no início do segundo tempo. O resultado garantiu o time de Picos na liderança do Campeonato Piauiense. O River segue na sexta posição, perto da zona de rebaixamento. 
À tarde, o Flamengo venceu o Altos por 2 a 1, de virada, no estádio Ytacoatiara, em Piripiri. Com a perda da invencibilidade no torneio, o Jacaré caiu para a segunda posição na tabela
Próximos jogos
O River volta a entrar em campo no próximo domingo (15), pela Copa do Nordeste, contra o Vitória, em Salvador (BA). O jogo terá transmissão da TV Cidade Verde, a partir das 15h15. 
Pelo Campeonato Piauiense, o Galo entra em campo no dia 18, contra o Parnahyba, em Teresina.
No próximo domingo (15), Picos vai até Piripiri enfrentar o 4 de Julho, no estádio Ytacoatiara.
A partida
O primeiro tempo foi marcado por pressão tricolor, ocupando a área adversária por boa parte dos 45 minutos. Émerson e Jean Natal perderam as principais chances do Galo, na grande área, mas sem forçar o goleiro Andrei a trabalhar.
O Picos apostou em poucos momentos de velocidade no contra-ataque. Em um desses lances, Raphael Freitas chutou pra fora. Nos acréscimos, Romulo chutou cruzado por cima do gol de Mondragon e assustou a torcida riverina. 
No começo do segundo tempo, Adelmo Soares colocou Fagner na zaga no lugar de Lucão, mas o Picos mudou além da escalação. A postura foi outra, pressionando o River nos primeiros minutos. 
E deu certo. Aos 2 minutos, Raphael Freitas tocou rápido para Romulo entrar na grande área e chutar no canto esquerdo de Mondragon: 1 a 0.
Não demorou muito para José Roberto promover o retorno do artilheiro Eduardo. O River, que começou o jogo com Bismarck e Jean Natal no meio, e Érico Júnior e Luccas Brasil no ataque, passou a ter três atacantes com a saída de Natal para a entrada de Eduardo, que não jogava desde o início de janeiro, após lesão sofrida na estreia na Copa do Nordeste
Eduardo entrou com aplausos da torcida e gritos de “só você pode nos salvar”. Seu primeiro lance foi uma cabeçada por cima do gol de Andrei, aos 10 minutos. 
Aos 23, o lateral Desailly, que entrou no lugar de Carlos Henrique no lado direito, tocou da linha de fundo para Emerson. O volante chutou forte e no alto, forçando Andrei a espalmar para a linha de fundo. Na cobrança de escanteio, Eduardo cabeceou e o goleiro do Picos voltou a defender. 
As idas do River ao ataque renderam mais oportunidades ao Zangão para contra-atacar. Tanto que, aos 39, depois de Biro-Biro afastar a bola da pequena área, Hugo Freitas pegou o rebote e chutou por cima do gol, perdendo a chance de ampliar. 
Nos acréscimos, o desequilíbrio do time tricolor ficou evidente, com erros de passes e finalizações que eram respondidos com gritos irônicos das arquibancadas.
Fonte: cidadeverde.com
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.