quarta-feira, 22 de abril de 2020

Impacto econômico da Covid-19 já é maior que o do apagão de 2001

Doença causada pelo novo coronavírus, custou R$ 50,8 bilhões aos cofres públicos até agora.
Por *Jhone Sousa no Blog Economia

O montante representa 22% do total de R$ 226,8 bilhões de créditos extraordinários autorizados para o combate (veja detalhes no quadro abaixo).

O dado faz parte de balanço parcial do Tesouro Nacional. As
informações são de Metro.
O montante representa 22% do total de R$ 226,8 bilhões de créditos extraordinários autorizados para o combate (veja detalhes no quadro abaixo).
Para se ter dimensão do gasto, a cifra é maior que o prejuízo do apagão de energia elétrica ocorrido em 2001 durante o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), que custou R$ 45,2 bilhões ao erário, segundo dados do Tribunal de Contas de União (TCU).
Ou seja, nos quase dois meses que se seguiram à confirmação do primeiro caso no país de Covid-19, em 26 de fevereiro, foi desembolsado mais do que em um ano inteiro de crise energética.
À época dos apagões, o Brasil amargou severas perdas na economia, que ainda assim cresceu 1,42% em 2001. Com a pandemia, o Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê encolhimento na economia brasileira de 5,3% em 2020.
Fonte: *180graus.comr 
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.