quarta-feira, 22 de abril de 2020

Índice de isolamento social em Teresina registra queda na segunda-feira e fica em 52%

Os índices ainda estão abaixo de 73%, que é o percentual mínimo recomendado para diminuir a disseminação do novo coronavírus em Teresina.
Por *Redação 
Teresina/Foto/Ascom
O índice de isolamento social em Teresina na última segunda-feira (20) chegou a 52%, uma queda em relação à domingo (19), onde 63% dos teresinenses permaneceram em casa. Estes índices de isolamento são observados diariamente através de um sistema de georreferenciamento da startup recifense InLoco, que atua em parceria com a Prefeitura de Teresina monitorando a localização de 217 mil celulares na cidade.
Os índices ainda estão abaixo de 73%, que é o percentual mínimo recomendado para diminuir a disseminação do novo coronavírus em Teresina, de acordo com especialistas. Teresina já registrou a 7ª morte decorrente de complicações da Covid-19 e apresenta 135 casos confirmados. O prefeito Firmino Filho tem adotado medidas que visam o isolamento das pessoas a fim de conter o avanço da disseminação do coronavírus na cidade.
A Prefeitura de Teresina iniciou a quarentena na cidade no dia 21 de março, com decreto de medidas restritivas de circulação, baseada em orientações de autoridades de saúde. Nas duas últimas semanas, segundo dados sistema de georreferenciamento da startup recifense InLoco, a média do isolamento social
ficou na casa dos 50%, exceto nos dias 13 e 15 de abril, que registraram índices
de 48%, uma dos mais baixos.
“Mesmo adiantando feriados e decretando pontos facultativos para garantir uma menor circulação na cidade, as pessoas ainda persistem em sair das suas casas. Precisamos atingir o patamar de 73% de isolamento social, percentual recomendado para diminuir a disseminação do vírus. Se metade da população continuar desrespeitando essa medida e ficar circulando na cidade, esse número de casos confirmados e de óbitos vai aumentar nas próximas semanas”, alertou o prefeito.
Para registrar o índice de isolamento, o sistema InLoco se baseia no georreferenciamento de aparelhos de celular ligados por toda a cidade. Ele considera uma quebra de isolamento social quando a pessoa se afasta mais de 450 metros da sua residência. O sistema divide a cidade e identifica as regiões onde há uma maior quebra de isolamento
Fonte: *Piauí Hoje
Informações: Ascom PMT
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.