sábado, 4 de abril de 2020

Quaresma, Tempo da Purificação e Iluminação

Por *Dom Juarez
Dom Juarez
O tempo da Quaresma é oportuno para celebrar a “preparação imediata à iniciação sacramental” (RICA, n. 133), prioritariamente o sacramento do batismo; por isso, na Iniciação à Vida Cristã ganhou o nome de tempo da Purificação e Iluminação. Nesse tempo, é importante valorizar as celebrações da Palavra: os ritos penitenciais no catecumenato de crianças e os escrutínios dos adultos, buscando avaliar suas atitudes e modos de vida.
E por falar em Palavra, em meio a inúmeros e ricos textos bíblicos que iluminam a nossa Quaresma, um deles é destacado pela Campanha da Fraternidade deste ano (2020): “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10,33-34). Tomemos, portanto o texto do “bom samaritano”, como referência para tudo o que vamos rezar, refletir e agir, neste tempo quaresmal.
25 Um doutor da Lei se levantou e, querendo experimentar Jesus, perguntou: “Mestre, que devo fazer para herdar a vida eterna?” 26 Jesus lhe disse: “Que está escrito na Lei? Como lês?” 27 Ele respondeu: “Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração e com toda a tua alma, com toda a tua força e com todo o teu entendimento; e teu próximo como a ti mesmo!” 28 Jesus lhe disse: “Respondeste corretamente. Faze isso e viverás”. 29 Ele, porém, querendo justificar-se, disse a Jesus: “E quem é o meu próximo?” 30 Jesus retomou: “Certo homem descia de Jerusalém para Jericó e caiu nas mãos de assaltantes. Estes arrancaram-lhe tudo, espancaram-no e foram-se embora, deixando-o quase morto. 31 Por acaso, um sacerdote estava passando por aquele caminho. Quando viu o homem, seguiu adiante, pelo outro lado. 32 O mesmo aconteceu com um levita: chegou ao lugar, viu o homem e seguiu adiante, pelo outro lado. 33 Mas um samaritano, que estava viajando, chegou perto dele, viu, e moveu-se de compaixão. 34 Aproximou-se dele e tratou-lhe as feridas, derramando nelas óleo e vinho. Depois colocou-o em seu próprio animal e o levou a uma pensão, onde cuidou dele. 35 No dia seguinte, pegou dois denários e entregou-os ao dono da pensão, recomendando: ‘Toma conta dele! Quando eu voltar, pagarei o que tiveres gasto a mais’. 36 Na tua opinião – perguntou Jesus, qual dos três foi o próximo do homem que caiu nas mãos dos assaltantes?” 37 Ele respondeu: “Aquele que usou de misericórdia para com ele”. Então Jesus lhe disse: “Vai e faze tu a mesma coisa” (Lc 10,25-37).
“Convertei-vos e crede no evangelho” (Mc,1,15). Que a Quaresma seja marcada pela proximidade.
“Para que todos tenham vida” (Jo 10,10)
Fonte *Diocese de Parnaíba
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.