segunda-feira, 13 de abril de 2020

Serviços essenciais passam a funcionar até as 17h em Teresina

Prefeito assinou novo decreto reduzindo o horário de funcionamento de indústrias de alimentos, farmacêuticas e serviços de saneamento. Texto não inclui supermercados.
Por Maria Clara Estrêla
O prefeito Firmino assinou na manhã desta segunda-feira (13) o decreto alterando o funcionamento das atividades de indústria, comércio, logística e atividades sociais em Teresina de modo a adequá-las para o atendimento mínimo às demandas da população segundo as normas de isolamento social.
Para tanto, o prefeito considerou a situação de calamidade pública decretada na Capital no combate ao Coronavírus, a necessidade da redução do número de pessoas nos ônibus e terminais de passageiro, especialmente nos horários de pico, e também a necessidade de manter funcionando os serviços essenciais durante esta situação de pandemia. 
Pelo decreto fica determinado que as distribuidoras de bebida poderão funcionar de 9h às 17h, atentando para a proibição de distribuir bebidas alcoólicas neste período; as distribuidoras de energia elétrica, água, saneamento básico, serviços de iluminação, de limpeza urbana deverão
funcionar também somente das 9h às 17h.

Já as indústrias de produtos essenciais como gêneros alimentícios e itens de limpeza operarão das 7h às 17h, assim como as indústrias de produtos farmaquímicos, farmacêuticos e de instrumentos para uso médico, odontológico e ótico.
O funcionamento das transportadoras também teve alterações. A partir de hoje, elas deverão operar somente das 9h às 22h, conforme o decreto municipal. Lavanderias deverão estar abertas somente das 9h às 15h, exceto aquelas que lidam com produtos hospitalares: estas deverão funcionar 24 horas.
Empresas de telecomunicações funcionarão para atendimento ao cliente das 9h às 17h; os estabelecimentos de produtos agropecuários para abastecimento de insumos agrícolas e de natureza animal ficarão abertos somente das 9h às 17h, assim como os estabelecimentos exclusivos de vendas de medicamentos veterinários e de rações.
Em suas redes sociais, o prefeito Firmino Filho declarou que a situação está se agravando e que por isso, reduzir o horário de funcionamento dos serviços essenciais se tornou tão necessário. 
“Como já disse, ninguém toma medidas como essas achando bom. A situação se agrava e, apesar parecer que estamos seguros, isso não estamos”, pontuou o prefeito de Teresina.
Fonte: Portalodia.com
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.