domingo, 31 de maio de 2020

Brasil bate 500 mil casos de coronavírus e ultrapassa Espanha em mortes

Cenário é de aumento de 33 mil casos e mais de 900 mortes registradas em 24h. Mesmo assim, estados estudam flexibilizar a quarentena
(FOTO: RICARDO OLIVEIRA/AFP)
Sem ver sinais de qualquer diminuição da pandemia em território nacional, o Brasil registrou neste domingo 31 cerca de 501.985 casos de coronavírus, segundo o informado pelas secretarias estaduais de saúde para o portal G1, responsável pelo levantamento. O número de mortes já chega a 28.872 vítimas, cifra que colocou o País como quarto no ranking global.
No levantamento feito pela americana Universidade Johns Hopkins, o Brasil está abaixo dos Estados Unidos, Reino Unido e Itália no que diz respeito ao número de vítimas da covid-19. Entre esses, apenas os EUA têm população maior do que a brasileira. Em casos, depois de ultrapassar a Rússia na semana passada, a posição ainda é a segunda no ranking.
As informações cedidas pelo Ministério da Saúde na noite do sábado 30 mostram um cenário ainda trágico, por mais que diversos estados e municípios apontem querer flexibilizar as regras de quarentena e isolamento social no momento.
➤ Leia também:
Um deles, o estado de São Paulo, registrou ontem 107.142 casos, um aumento de 5.586 infectados confirmados em 24h. As mortes se acumulam em 7.532 – de um dia para outro, foram 257 novas vítimas.
Em segundo lugar, está o Rio de Janeiro, com 52.420 casos e 5.277 vidas perdidas para a covid-19. Logo depois, vem Ceará, com 46.506 casos e 2.956 mortes registradas. Amazonas e Pará terminam de compor os cinco estados mais atingidos pela crise no Brasil, conforme mostra a tabela abaixo.
FOTO: DIVULGAÇÃO/MINISTÉRIO DA SAÚDE
Muito obrigado por ter chegado até aqui...
... Mas não se vá ainda. Ajude-nos a manter de pé o trabalho de CartaCapital.
O jornalismo vigia a fronteira entre a civilização e a barbárie. Fiscaliza o poder em todas as suas dimensões. Está a serviço da democracia e da diversidade de opinião, contra a escuridão do autoritarismo do pensamento único, da ignorância e da brutalidade. Há 25 anos CartaCapital exercita o espírito crítico, fiel à verdade factual, atenta ao compromisso de fiscalizar o poder onde quer que ele se manifeste.
Nunca antes o jornalismo se fez tão necessário e nunca dependeu tanto da contribuição de cada um dos leitores. Seja Sócio CartaCapital, assine, contribua com um veículo dedicado a produzir diariamente uma informação de qualidade, profunda e analítica. A democracia agradece.
ASSINE ou, se preferir, Apoie a Carta.
Fonte: CartaCapital
Edição: Mário Pires Santana 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.