segunda-feira, 18 de maio de 2020

Dória faz ameaça velada a Bolsonaro por covid-19

Foto: ROBERTO CASIMIRO/FOTO/ARENA/ESTADÃO CONTEÚDO
O governador de São Paulo, João Doria (PSDB) disse hoje que vai reagir caso o governo federal vire as costas para o estado, epicentro da pandemia de covid-19 no país. De acordo com o político tucano, a região deveria ter prioridade nas ações contra o novo coronavírus.
“Seria muito razoável que sendo São Paulo o epicentro, que o ministério da saúde, com ministro ou sem, priorize São Paulo por óbvio”, disse. “É inaceitável que o ministério da Saúde primeiro não tenha ministro diante de uma pandemia do tamanho deste. E depois vire as costas para São Paulo, epicentro da pandemia, precisando de respiradores como outras capitais. Repito, aqui é o epicentro, alguma prioridade deve se ter diante de uma pandemia onde São Paulo tem o maior número de infectados e de óbitos.”
O governador também disse que o governo federal decretará a morte de pessoas caso não respeite as necessidades do estado.
“Espero, como governador de São Paulo, que o governo federal não faça seletividade política dos brasileiros que podem ou não podem sobreviver. Tenho
a convicção de que isso não será feito. Se for feito, São Paulo vai reagir. Se tivermos um ministro que não respeite a necessidade de São Paulo, o fato de sermos o epicentro da pandemia no país para continuar sem receber respiradores, EPIs, o governo federal estará decretando a morte de pessoas em São Paulo. Contra isso, reagiremos.
Fonte:Do Blog da Cidadania
Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.