segunda-feira, 8 de junho de 2020

Por que furei a quarentena

Olá,
Por João Filho (Foto)

Você não costuma receber e-mails assinados por mim. Desde 2016, eu apareço no Intercept todo domingo, assinando uma coluna que trata de política e da conjuntura nacional. 
A cada dia nos aproximamos de um desfecho da crise institucional que vivemos desde 2015 que pode ser ainda mais trágico para a sofrida democracia brasileira. Por isso, precisamos de um sério debate público sobre o futuro deste país e as alternativas ao governo de extrema direita de Jair Bolsonaro. 
Você sabe: não é na mídia corporativa que esse debate se dará. O mercado não vai nos ajudar nessa tarefa. Não dá pra contarmos com empresários "do bem" ou democratas de ocasião. 
É por isso que estou te escrevendo e também por isso que fui para a rua domingo cobrir a manifestação em São Paulo para o perfil no Instagram do Intercept. Não dá mais pra ficar parado. 
O TIB tem independência editorial para enfrentar essas questões e ajudar de maneira decisiva a trincheira democrática. Tem também peito para investigar e denunciar quem quer que seja. Você conhece o nosso histórico de atuação, a maneira como encaramos violações de direitos humanos, a ascensão do neofascismo no Brasil e as injustiças que se acumulam cotidianamente por aqui. 
O Intercept é uma ilha no jornalismo brasileiro, tão marcado por monopólios e alianças duvidosas. Após escrever quase 200 colunas para o TIB, posso afirmar que aqui o jornalismo não se faz com patrocínio ou conluios, mas com cuidado, inovação e estímulo para que cada um coloque sua voz sem censura seja no site, nos vídeos ou em nossas redes sociais. (Sabia que todos os veículos da grande mídia censuram o que seus jornalistas podem dizer nas suas próprias redes sociais? Aqui não é assim!)
Conseguimos agir dessa maneira porque quase 10 mil pessoas fazem um tremendo esforço para manter essa redação funcionando com firmeza. Obviamente, nem todos podem doar agora — e notamos que muitas pessoas que estavam conosco há meses precisaram cancelar seus apoios. Isso quer dizer que mais do que nunca precisamos daqueles que ainda podem colaborar. 
Um abraço,
Fonte: The Intercept Brasil

Edição: Mário Pires Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade de seus autores, e não refletem, de maneira nenhuma, a opinião do redator deste portal.